1/30/2011

[Continuo a errar] – inspirado pelo curta-metragem “Esboço para fotografia”

Planejei toda a minha vida profissional aos 16 anos. Mesmo com as coisas que queria aproveitar da minha adolescência, já tinha decidido o que queria para o resto da minha vida. Estudei, fiz provas, passei, me formei, fiz mestrado, doutorado. Fiz dois concursos, passei nos dois e cheguei aos 31 no cargo que eu tinha planejado e aos 33 com as atividades que sempre quis fazer, que almejei desde os 16 anos. Para muitos, isto seria o que chamam “dar certo na vida”. Talvez eu tenha “dado certo” para muita coisa. Não me arrependo de muitos passos que dei e, olhando para trás, vejo que alguns erros cometidos lá atrás não mudaram os rumos do que planejei aos 16. Tudo bem, muitas coisas eu consegui. Consegui acertar. Mas continuo a errar. Erro diariamente na minha vida. Pessoalmente, sou um fracasso. Não sei o que quero. Meu aparente “sucesso” me tornou uma pessoa fria, distante. Talvez por ter levado tão a sério meus projetos de vida. Talvez por ter levantado a cabeça em momentos que muitas pessoas simplesmente desistem. Hoje, olhando em volta, sinto-me sozinho. Gostaria de ter errado um pouco mais. De ter sido um pouco menos responsável. De ter deixado a vida me carregar mais displicentemente, com menos peso. De ter acreditado mais nas pessoas – mais ainda do que acredito hoje. De ter acreditado um pouco menos em mim. Estou envelhecendo sem perceber e sei que, daqui a 33 anos, não terei a possibilidade de começar de novo do mesmo jeito que posso fazê-lo agora. Bem, com uma encruzilhada diante de mim, sinto-me como aquele adolescente de 16 anos, que quer planejar a sua vida daqui em diante, com a certeza do que quer e aonde quer chegar. No entanto, não tenho mais a mesma certeza que tinha no passado. Sinais de maturidade. Não saber o que se quer fazer da vida, ter dúvidas, admitir que se erra, são belos sinais de maturidade. Talvez agora, eu possa me permitir um pouco mais, cobrar-me um pouco menos. Mas, para isso, preciso reaprender a viver. Saberei reaprender o que levei anos para me acostumar? Também não sei. Só posso saber que é preciso erguer a cabeça, respirar fundo e seguir em frente, com a bagagem mais leve, com os ombros mais levantados – carrego até hoje um peso imaginário em meus ombros –, sem esquecer totalmente quem sou, mas com a ideia que meus projetos precisam seguir mais devagar. Continue a errar, mas com calma. Calma.

1/27/2011


Psiquiatras benzedeiros com sal de lítio a tiracolo.
Felicidade a conta-gotas a invenção da anestesia permitiu a inscrição de dores inauditas no corpo esquecimento pra onde vai a memória das incisões atrozes e você ainda sorria está sendo filmado.
Deus andou tomando todas e a criação a ressaca divina o universo é uma cabeça dolorida e o fluxo de forças causa náuseas nos planetas e você ainda assim sorria seus parentes querem foder com a tua vida.
Cidade bipolar e você de qualquer jeito sua mente gira em círculos como um leão enjaulado o movimento do cosmo: anjos tecem teias curto-circuitos placas verdes sem palavras, desendereços, linhas de fuga, não se deixe fisgar, não se limite a subir morro acima a pedra dos delírios heteronomia seus mais profundos pesadelos nasceram de fora numa reunião de programadores e publicitários, a cocacola é uma pasta cinzenta, o dinheiro é a mais abstrata das invenções humanas, a câmera de filmagem é a forma metafísica do poder que esquadrinha a sua carne, pare de rodar em círculos, siga os anjos, uma linha reta (um vôo) quebra o ciclo e todo nascimento é uma ruptura na ordem te(le)(visiva)ológica de Oito-Olhos.

1/23/2011

Haikais para Keroauc/Celebridade

Noite em claro
Consulto o calendário
Frio: inverno antecipado.

Tempo de primavera:
Por que estas folhas
Mortas na varanda?

Conto os dias e conto
Novamente – não fecha:
O frio e sua pressa.

Visitante inesperado
Mãos congeladas
Batem à sua porta.

Ipê desfolhado
E apenas ontem
Brotava o amarelo.

Casa despreparada
Copos nem estão à mesa –
Quem bate à porta?

Latas de cerveja
Entre flores frias:
Decadente, venço.

1/18/2011

Apontamentos de parasitologia

1. Só há uma explicação plausível para o espaço curvo e a matéria escura que, segundo a física moderna, constituem o nosso mundo: o universo é o cu de Deus. Só há uma explicação plausível para a existência dessas coisas meio esféricas que se movimentam sem cessar no dito universo, vulgarmente denominadas estrelas e planetas: Deus está com oxiúros. Se oxiúros é uma parasitose tipicamente infantil, é provável que Deus seja mesmo uma criança eterna e isso que chamamos de céu de anil (quando céu anal seria mais preciso) nada é senão o fundo de um vaso sanitário.

2. Só há uma explicação possível para o fato incontestável de o universo estar em expansão. Para onde? Perguntam os incautos. Como uma boneca russa, o universo é uma lombriga no intestino de uma tênia que vive dentro de uma giárdia que habita o intestino da espécie humana que parasita os oxiúros que parasitam o cu de Nosso Senhor. Quem sabe até mesmo essa criança sem higiene que chamamos de Deus não passe de outro verme, sugando nutrientes impossíveis do Nada e fazendo funcionar o grande ciclo da parasitagem cósmica.


3. O ciclo de vida da lombriga completa-se em apenas um hospedeiro, por exemplo, um departamento universitário, fato do qual deriva sua classificação como parasita monoxeno. O homem adquire a ascaridíase ao ingerir representações de ovos de lombriga em práticas sociais mal-lavadas e retorno da narrativa contaminada. Ao atingirem a nota de rodapé, esses ovos liberam uma larva que perfura a parede intestinal das citações (vide Dr Penico Branco) e alcança o horizonte de expectativa. Através da circulação, as larvas atingem a alma, o coração e a ética do hospedeiro. Nos pulmões podem perfurar a semiótica dos alvéolos e subir pelos brônquios até atingir a licença-prêmio. São novamente deglutidas e, ao atingirem o estágio probatório, dão origem ao verme adulto que chega a ter cerca de 30 artigos de comprimento. Possuem sexos separados e reproduzem-se por orientação cruzada, sendo que os numerosos ovos formados são eliminados com as f(t)ezes. Caindo em local inadequado, podem contaminar alunos e a água que, ingeridos pelo homem, podem determinar o início de novo ciclo. A profilaxia dessa parasitose é feita através do tratamento do pó de giz e pelo cuidado com as letras impressas cruas, que devem ser sempre bem lavadas antes da ingestão.

o texto está ficando grande pro lingua, vou postar as outras partes no vertigemdevestigios

1/16/2011

acredite se quiser

Ela pode não ser quem você pensa,
o seu vizinho, o jornaleiro pode
não ser quem você pensa, talvez só de
leve por dentro leve o que aparenta
a custo (enquanto ‘tudo o que devora
o coração’
grita), o motorista
da van que no engarrafamento arrisca
a contramão, o bêbado que mora
na rua (a circunstância é um deserto
que cobre tudo ou é o deserto a via
única e incontornável a seus pés?),
e até você aí lendo estes versos,
encare o espelho agora e desafie
o que vê: quem você pensa que é?

Outro poema tirado de um fórum de internet. Somos um casal bonito, o problema é que

Antes que perguntem se ele é um cara feio namorando uma mulher bonita não ele é bonito tem um corpo de musculação enfim e eu tbm modéstia a parte sou bonita mas somos bonitos sem ex...agero o que quero dizer é que não há grande diferença proporcional de beleza entre nós o problema é que terminei meu namoro de 2 anos faz uns 2 meses (não gosto dele maiis) nesse intervalo de 2 meses encontrei essa pessoa
ele me trata SUPER BEM como um homem nunca me tratou ele pediu pra namorar comigo sábado e eu aceitei =) mas ele tem um nariz enorme sei que não devo me importar com isso mas estou muito mal pois ele vai me buscar na escola e finjo que não o vejo pelo fato do nariz ser feio (sinto que eu gosto dele) o que vcs axam que esta acontecendo se eu continuar a fazer isso ele vai ficar mto chateado comigo ele ja desconfia pois toda vez que vai na minha escola me buscar fujo dele e ele vê que vejo mas não me chama o problema é que meu amigo diz que eu sou feia eu fiquei com dúvida pois as outras pessoas (principalmente as desconhecidas) dizem que eu sou bonita vou dizer como eu sou e alguém me dê alguma opinião tenho 1,70, peso 70 quilos teno o rosto delicado olhos grandes (parecendo aqueles do gato de botas do shrek) minha boka é normal e meu cabelo é cacheado e comprido meu quadril na minha opinião é largo mas é do mesmo tamanho dos ombros e minha cintura é fina minha pele é branca (até d ) meu cabelo é castanho claro e os olhos são castanhos e ele diz que eu sou gorda meu rosto é feio e etc será que isso é ciúme? algo parecido com um ciúme fraternal o problema é que sou paulista e me mudei recentemente para o Rio e meus amigos vão vir no proximo fim de semana em casa só que eu to namorando esse cara sarado que é gordinho e feio e se meus amigos souberem eu to fudida como faço pra terminar com ele sem magoá-lo áte meus amigos irem embora pq depois vou querer voltar com ele pq gosto muito dele o problema é que recebi mensagens de mulheres norte-americanas através de um site elas são lindas! não consigo crer que realmente possam estar solteiras e ainda por cima sem namorado em tempo: não "nasci ontem" e sei que existem mil e uma falcatruas na internet acho que posso me considerar "macaca velha" nesse ramo todavia os perfis delas parecem ser autênticos de pessoas reais nada forjado seriam reais? o problema é que o amo mto, mas as vezes nem o beijo por causa d tal problema como falar fede mto carniça pura msmo os dentes dele são limpos e escovados nao sei d ond vem tanto fedor o problema é que ele não devia ter xana mas tem e a xana dele ta muito fedida as pessoas que estão perto percebem... eu odeio é um cheiro de h2o oxigenada muito forte e tem um corrimento branco pastoso ela está depilada ele lava bem já usou todos os tipos de calcinha já passou um dia pelado no meu quarto td começa bem até desce o corrimento e depois de um tempo fica aquele cheiro e o New Englands Journal of Medicine trouxe na capa de hoje uma reportagem sobre pesquisas realizadas por cientistas da Universidade Johns Hopkins que mostra que sexo oral pode ser mais perigoso para a garganta do que fumar ou beber o problema é que e eu sou uma pessoa mto sensivel e isso me magoou muito ele gritou por motivos fúteis nesse fds viajamos para a casa de amigos e na volta perguntei por qual caminho a gente ia, ele gritou " NÃO DISCUTE E VEM LOGO " o que devo fazer ? o problema é que o pênis dele, esse ele devia ter mesmo e tem, também fede muito principalmente depois que ele malha e ele tem o corpo malhado e ele pede que eu faça sexo oral o que faço tenho nojo o problema é que ele tá meio gordo tá com pneuzinhos o pêlo disfarça mas ele tá engordando e ele fica pedindo comida, muito mais do que o recomendado, e quando eu recuso ele faz aquela cara meiga e começa a miar o problema é que ele me disse Vc deveria estar feliz que tem condições de ser assim do que ter síndrome de down câncer um olho só Deus te abençoou não se julgue por algo que vc não é não se transforme um monstro por causa da mídia eu me transformei num monstro porque comecei a julgar a aparência das pessoas e perdi amizades verdadeiras e só me restaram as outras falsas antes só do que mal-acompanhado o problema é que eu fico me sentindo um pouco triste porque vejo passar na praia e em fotos de orkut homens lindões com um corpão e depois não é esse corpão que posso olhar todos os dias só para mim e eu chamo ele de Gatinho , lindinho , mor , morzão , principe , rei , paixao , amor , amoréku, minha vida , amorzinho , felino e por ai vai tem mtos o entanto com o passar do tempo me aceitei larguei do cavalo estupido que me trocou por uma esquelética,(já que eu nao era mais tão magra) e comecei a ficar largada e cheguei nos 70 kg mas eu estava bem saia muito tentava me cuidar malhar sempre fui bonita e tals com isso foi a pior humilhação de alto nivel que eu ja tive ele me chamou de Baleia Flacida sem pentelhos (Esse o meu primo disse ao colega dele) cérebro de minhoca velha. ***** de gambá com vômito de cachorro o problema é que outro dia só pq soltei um pnzinho ele me chamou de porca gorda pobre desgraçada cuspiu em mim (literalmente) e disse que tinha interesse na minha irma depois veio chorando dizendo que me ama que que eu faço? o problema é que meu namorado faz um grunhidos e grita muito na hora do sexo eu acho bem mais excitante só aquela respiração? ofegante! não é normal ele grita tanto que parece que tem alguém matando ele o problema é que é ele um macho e ele tem 44 dias, ou seja é super novinho! e outro dia eu vi as fezes dele e estava com dois ''vermes'' brancos se mechendo, achei muito estranho, e agora ele não é muito novinho para tomar vermífugo? agradeço desde já eu ostaria de obter ajuda: ele anda abatido e sem apetite e notei vermes compridos saindo dele.

1/14/2011

Poema tirado de um fórum de internet

Segundo a metodologia do poema tirado de uma notícia de jornal, do M. Bandeira. Os textos não têm autoria, muito menos minha. Deve ser a tal da "fala rude" do povo. Solidão ou nãoseiquê internético, pirações amorosas da post-modernidade. O poeta, já dizia Baudelaire, é um catador de lixo.

1. ela namorava com ele mas ela brigou com ele e eu comecei a namorar com ela,aí eu briguei com ela e ela acabou comigo pra fikar com ele,eu não conheço ele e ela me diz que ele é aquele e aí ela voltou pra ele e aí ela tomou naquele canto e eu fiquei sem ela naquela e ela ficou sem ele na dele agora ela tá com eu mas ela tá gravida dele agora ela tá com ele por dentro da pele e eu fico naquela com ela e com ele e outro ele ou ela na barriga dela e coisa que é dele e que não sou eu...me ajuda garela?

2. ‎Minha ex-namorada me traiu com vários amigos, fiquei sabendo através dos amigos, ela sempre dizia que me adorava e tudo...eu ajudava muito ela, conselhos, apoios, estava sempre ao seu lado, fui bonzinho, mas com ressalvas, respeitava e levava ela a sério, quase todas as vezes. Depois de um tempo, toda hora que eu queria ver ela, ela dava desculpa que não podia ir, ia sair com os amigos. No começo do namoro era diferente, ela demonstrava gostar muito de mim, depois começou a me enganar, ao ponto de tirar sarro de mim diante dos amigos, e dizendo que eu era o "Porto Seguro" dela e saia com vários amigos, ao ponto de passar vergonha perante os amigos.Ela é sonsa, mostra que é certinha e tal, mas no fundo nao é nada disso e conseguiu me enganar em partes.

3. Desconfio que meu namorado me trai pelo MSN como agir? ele entra em choque toda vez que quero vê o MSn dele, fiz um MSN falso para pegar ele e fiquei chocada com o que conversei com ele mesmo não sendo eu como agir!!!!
Ele fez sexo virtual comigo pelo msn e não sabia que era eu!!!

4. Bom, eu estou namorando a 4 meses com um menino, eu sei que ele gosta de mim e pá, ele já chorou por mim até ficar com os olhos vermelhos, mas o único problema é que ele fuma maconha, eu já fui com ele algumas vezes, mas ele é viciado, ele diz que vai tentar parar e eu digo ''Tu só fala e não age'' e é realmente isso que ele faz, eu gosto dele também, mas tenho medo que daqui uns dias ele possa me trocar pela maconha. e esse mesmo namorado ainda me magoa me chamando de burra isso pq estávamos saindo de um shopping e ele foi escolher a saída onde andávamos mais e eu fui falar q onde ele optou sair era mais distante e que tinha outra saída mais perto aí ele falou assim q era a msma distância nem mais longe nem mais perto q a distancia é a mesma eu falei que não que nem que fosse um pouco mais perto era mais perto a outra saída que ele escolheu a distância mais distante mesmo que fosse só um pouco mais distante e eu disse de novo "Tu só fala e não age" e ele q eu tenho q por minha cabecinha para raciocinar foi por isso q ñ passei em Mat. financeira então deduzi lógico q ele me chamou de burra.

1/13/2011

CASSIOPÉIA MORTA (te escrevo)















Quando viras de lado
e assoma,
nua as tuas costas
                      entre suave e brusca

te beijo às vezes
          e outras a insanidade
de te esfaquear.

sangue de estrelas
   e um sol calcinado

não me venhas
dizer
que levo muito tempo
para escrever

ainda ontem eu não
tinha nada
para fazer

não tenho muito tempo
para
continuar morrendo .........................................

1/07/2011

pay-per-view


fotografando as impressões que o mundo
deixa carimbadas no ar
quando passa, as imagens
agora giram junto com ele e parecem
uma forma de erradicar o sentido,
um quebra-cabeças delirante
de nem tantas peças e resultados
infinitos, todos falsos, daí
porque você tenta se agarrar ao ar
quando o chão desaparece, mas não
são toneladas de lata, vidro,
plástico e combustível alçados
aos céus que
disfarçam o real – e o real, agora,
o que é?
Nem quando você dorme você desliga. Um fio de arame entra pelo seu nariz e usando a respiração como ferramenta prende a sua fantasia, uma desgraçada marionete ligada em

patas de aranha manipulam os fios

de sonho pegam a ferrugem do arame farpado

é o inferno da viagem astral: você é um astro de chumbo movido por uma imaginação pegajosa como ferrugem

nas patas de arame manipula os fios ou os fios manipulam as tais patas, meros fantoches dos seus baixos desejos de (auto)

sabotagem, é o inferno na realidade, realidade é

eufemismo de inferno e sonho prescinde

de eufemismos, quem sabe a luz fria

desoxidante da manhã.

1/04/2011

o silêncio do mundo


Nem música das esferas, nem pró-
digo canto de algum absoluto
romântico que com seu manto tudo
prende nas grades do sentido: só
o silêncio do mundo acompanhado
de um ruído de fundo que ensurdece,
ou mais, desvia qualquer um que quer se
manter a prumo, lúcido, no passo
certo rumo ao real, seja deserto,
horror ou o enorme peso do nada
se movendo na tela que embaça
o senso, iluminada, e com seu estrépito
anuncia a mais nova promoção:
você se fode à vista ou no cartão.”

1/03/2011

traições

Que nome dar a essa aparição?
Aparição? Sereia? Alumbramento?
Que deus nomeia as coisas no momento
exato em que emergem, vivas, do vão
de antes do tempo e dinamitam no ar
estopins do sentido? Desencontro
marcado, espelho de reflexo esconso,
campo minado em que vai tatuar
sua fúria este demiurgo, mestre
da injúria, da mentira e da traição,
os nomes e os seres, sempre em vão
encenam seu balé como um desastre
anunciado e eu – vendido - meço
lapsos no biscate incerto dos versos.

1/02/2011

Como um vento forte
E frio
Pode ser tanto uma presença
Quanto ausência:

(A janela é uma membrana entre a cidade e meu casulo, as persianas se agitam e o mundo invade minha escuta e minha pele: dois sinais incoerentes, o barulho e o peso do ar, dando a entender que, neste momento, a vida passa)

(o vento, simplesmente, não quer dizer nada enquanto permaneço em estado de paralisia, à espera de)

O vento forte e frio
Comprime meu corpo
Por fora, por dentro
Da garganta
Mãos invisíveis
Sufocam meu corpo
Que respira.